Como fazer sexo tântrico

Em nosso blog Blog | Postado por Amanda Goulart em 09/11/2020

Se nossa mente funcionasse em sua capacidade total não saberíamos quais os mistérios seriam desvendados ao homem. Infelizmente durante toda a vida utilizamos somente 10% da nossa capacidade cerebral. Você sabe como fazer sexo tântrico? Então veja como é realizado verdadeiro sexo baseado no tantra milenar.  

E com relação ao amor?  O que sabemos sobre o amor e nossa capacidade de envolvimento? E no amor do Divino, entre uma mulher e um homem?

É bem improvável que nossa compreensão nessas áreas tenha um nível maior do que o grau trabalhado em nosso cérebro. Mas o que podemos fazer com relação a isso? Estamos condenados a conviver com as trevas, não há meio de iluminar as trevas da nossa ignorância?

Lógico que não!

A melhor forma de aprendermos mais sobre o amor humano e divino são com os ensinamentos tântricos:

  • A massagem tântrica
  • O sexo tântrico
  • O ponto culminante – orgasmo tântrico.

A massagem no tantra

A massagem tântrica possibilita que você atente para o verdadeiro erotismo em um entendimento indissolúvel da definição do conceito tântrico.

Primeiramente, você deve se certificar de que todo o seu corpo, não apenas seus elementos individuais convertam-se em uma autêntica zona erógena.

A massagem tântrica fornecerá uma nova e desconhecida gama de fenômenos celestiais, despertando o seu potencial erótico adormecido internamente.

Os seus problemas, que existiam até então na realidade, são afastados e você perceberá que toda a sua futilidade perante a compreensão do conceito do amor tântrico.

Um amor que foi gerado pelo seu corpo e que não dispensa fantasias sexuais, mas acumula no corpo uma explosão, sem comparação, de sensações eróticas e autoconhecimento.

Os especialistas da arte do amor entendem que estamos abordando sobre o sexo tântrico e as formas mais elevadas de relações sexuais.

Massagem Tântrica BH
Foto: Getty Imagens

Sexo tântrico

O sexo tântrico é sagrado, pois a sua energia sexual no Tantra caminha juntamente com a compreensão da energia cósmica e divina. 

O relacionamento entre os casais com o passar dos anos vai se tornando comum, bloqueado e se transforma em uma obrigação. Mas a partir de uma cerimonia mística, onde a finalização não interfere na relação entre os sexos, mas transforma a relação em algo infinitamente melhor e com prazer contínuo.

O orgasmo no sexo tântrico não é o fim do ato de amor, mas o auge dos sentimentos e emoções desconhecidos, que é mais intenso e forte a cada etapa no caminho do Tantra.

Amor tântrico

A atitude em relação ao amor pode ser diferente, mas o amor continuará sendo único. Quais atitudes o Tantra ensina sobre o amor?

Primeiramente, o Tantra ilumina sobre a arte do amor consciente, o comportamento em relação ao amor como o alicerce da vida na terra.

O conceito não é apenas uma forma de percepção ou somente a conexão espiritual, mas o principio da arte de doar o seu eu interior.

A intimidade no amor promove não só a procriação e o prazer sensual, mas também o equilíbrio enérgico entre os parceiros, revelando os chakras.

No Tantra Ioga a intimidade sexual é um exercício e todo o aprendizado é empenhado para a realização dos exercícios com excelência para que o resultado seja o êxtase espiritual dos companheiros.

E atingir esse conceito para maioria das pessoas é impossível, pois o sexo normal usualmente dura cerca de 3 minutos. Por isso os conhecedores das artes tântricas são capazes de prosseguir a relação sexual por mais de 2 horas.

A prolongação ocorre devido à técnica praticada de controle da ejaculação masculina e pela separação da ejaculação e do orgasmo masculinos em partes, o que promove posteriormente o conceito chinês de Tao-amor.

Outro fator importante é o ensinamento das etapas dos prazeres do amor, Iniciando pelas preliminares e carícias até os movimentos durante o ato e as ações logo após o orgasmo. Desse modo, a linguagem do amor permite aos casais uma maior compreensão sobre seu parceiro durante a evolução do amor.

A mulher no tantra

Para uma mulher, o tantra também é a arte de controlar sua musculatura interna e, acima de tudo, a técnica de controlar sua energia sexual, o que favorece no controle também do seu ciclo menstrual e até auxilia na contracepção.

O sexo é vital até certo ponto para atingir a harmonia com o mundo, não é um propósito, mas apenas uma forma para obter um objetivo espiritual elevado.

As técnicas tântricas básicas são descritas com mais detalhes no Kama Sutra, um manual sobre o amor tântrico escrito por volta de 200 A.C.

Temos conhecimento apenas das traduções, adaptações e interpretações após as condições modernas serem introduzidas com o ponto de vista europeu. Desse modo as ações puramente mecânicas e os exercícios físicos foram o que restaram das interpretações tântricas atualmente. O alicerce da psicotécnica do Tantra são as “danças psicoplásticas”, que ensinam as pessoas a sentirem a energia sutil.

Quando o conhecimento da energia etérica é repassado e transmitido é possível desenvolver outros corpos sutis e vivenciar cada técnica da prática espiritual mais profundamente.

massagem tantrica casal
Foto: Getty Imagens

Tantra Yoga

O Tantra Yoga pressupõe liberdade sexual completa, mas os interpretes tendem a retirar desse método apenas uma pequena parte que satisfaz as suas necessidades e prazeres sensuais, convertendo o Tantra em uma ioga sexual.

Para que um casal seja apto e eficiente em alcançar a harmonia tântrica, três condições devem ser respeitadas:

  • Sexo
  • Amor
  • Abstinência

Caso as condições descritas não estiverem presentes ao mesmo tempo, então não existe um Tantra real.

No Tantra o sexo é uma técnica física de postura, domínio de energia e orgasmo.

O amor no tantra é considerado uma relação emocional entre os parceiros em que impera a fusão dos corpos astrais.

Abstinência é um período de meditação e isenção de pensamentos sexuais dentro do tantra.

Sexo sem amor não trará satisfação a uma mulher e a um homem espiritual, o amor sem sexo será inconcebível e intrigante para o casal.

Sexo sem abstinência não proporcionará purificação da energia sexual, o amor sem abstinência será exclusivamente sexual e o romance e a espiritualidade declinará.

Abstinência no tantra

Existem três períodos de abstinência no tantra:

O ciclo menstrual de uma mulher, o período da lua nascente e a época dos aspectos planetários quando a vontade sexual é grande ou o tempo do retiro meditativo.

No decorrer da menstruação, as mulheres devem evitar qualquer tipo de relação, até mesmo beijar, e utilizar o seu tempo livre somente para meditação.

Durante o ciclo

No período menstrual, a mulher depura o corpo sutil, e se um homem entra em contato, essa energia é transmitida para ele, somente alunos experientes praticam técnicas especiais da deusa Kali, quando a menstruação de uma mulher é utilizada para práticas sexuais.

Na meditação

No afastamento meditativo, ocasionalmente apenas o contato mão-lábio é permitido, não sendo permitido qualquer contato de natureza sexual.

Durante a lua crescente

Durante a lua crescente, você pode ter qualquer amor sexual, com ressalva para o contato do pênis com a vagina. Caso haja contato entre os órgãos sexuais, o pênis deve permanecer parado e a meditação é realizada.

O tempo dedicado à meditação e o tempo do sexo devem ser aproximadamente iguais. A mulher inicia a excitação na cabeça, à excitação termina no coração e os orgasmos no útero.

O homem é aguçado pelo pênis, cobiça com o coração e satisfaz o desejo com a mente.

O tantra permite ao homem ultrapassar as etapas do êxtase sexual da mulher e vice-versa. Se esse entendimento não ocorrer, você não terá capacidade de meditar.

Sem amor, um casal constroem críticas, insatisfações, pois sem amor não há sublimação e sem amor não há Maithuna (união) de Lingam e Yoni do coração, Vajra com uma flor do coração, lótus.

Desse modo, o Tantra não é sobre ter muitos parceiros sexuais, pois primeiro você tem que se conhecer e se amar e depois procurar por um parceiro. Sem amor e com muitos parceiros, a energia estará concentrada na região inferior do corpo, no abdômen e nas pernas.

No sexo tântrico, o propósito do homem está na sublimação e o da mulher está empregado em fazer uma flor desabrochar, caindo no abismo.

Desabrochar de uma flor

A natureza do movimento está associada à energia, assim uma mulher não consegue descer sua energia da cabeça ao útero sem amor e sem abstinência e a energia do homem não desce à cabeça. Sem a abstinência, a energia da mulher não voltará para a cabeça, ou seja, ela não realizará um ciclo, um círculo e, portanto, o orgasmo não será completo.

Sem amor, a energia de um homem que se privou não se conjugará com a energia da cabeça, o pênis não acatará a mente, haverá duas consciências conjuntas.

Sexo mental

O sexo mental é alcançado por meio da abstinência física, ou seja, aviva o amor e o sexo leva à realização do amor, que tem uma dimensão que vai do calcanhar ao topo da cabeça.

O tantra funciona quando você tem a experiência dos carros inferiores do budismo-Mahayana (amor) e Hinayana (ascetismo e meditação). Ou então funciona quando você tem a experiência por causa de Brahmacharya (abstinência) e Grihastha (amor familiar) na Índia.

É importante passar pelas meditações básicas de ioga para que você conheça o nível necessário para práticas tântricas e relembrar as práticas em vidas passadas e reconheça as preliminares de NGONDRO no budismo, para lembrar a experiência. Se não houver experiência, o Tantra desgasta-se em sexo, em uma teoria do amor ou com muita ênfase na ioga clássica.

Sexo, amor e meditação são os três princípios básicos do Tantra:

  • Bem-aventurança
  • Conhecimento
  • Ser

O sexo produz felicidade, o verdadeiro conhecimento ou sabedoria é obtido com base no amor, a vida é íntegra de meditação e se alonga como ser, como estar somente no estado absoluto.

Quando você põe sua prática espiritual no fluxo exato desses três princípios, seus propósitos espirituais atingem uma rápida realização e a vida comum torna-se equilibrada e mística.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *